O fim das curtidas no Instagram e suas consequências

Ao que tudo indica, o fim das curtidas no Instagram está próximo. Entre as diversas mudanças no Instagram anunciadas na F8, a conferência anual dos desenvolvedores do Facebook, o início dos testes para acabar com o número de curtidas nas publicações no Instagram já começaram no Canadá.

Segundo a empresa, o fim das curtidas no Instagram tem como objetivo fazer com que os seguidores dos perfis se concentrem nas fotos e vídeos publicados e não no número de curtidas que receberam.

Desde que o Facebook criou os Likes e depois estendeu o recurso para o Instagram, certo ou não, o fato que que a quantidade de curtidas virou uma forma de medir a popularidade de um site, perfil ou publicação.

Muito embora o número de curtidas não passe de uma das Métricas da Vaidade, o fato é que muita gente ainda se impressiona com elas.

Mas o que realmente contribuiu para o fim das curtidas no Instagram? Bem, na verdade não houve apenas um motivo, mas vários. Por exemplo.

Uma pesquisa realizada pela Royal Society for Public Health indicou que o Instagram poderia ser considerado o pior aplicativo de redes sociais para a saúde mental dos jovens.

Nesta pesquisa, chamada #StatusofMind, foram entrevistados aproximadamente 1.500 jovens, entre 14 e 24 anos. O objetivo era identificar o impacto causado por algumas plataformas de mídia social em relação à saúde e bem-estar.

O Instagram foi o campeão em diversas modalidades, se destacando como causador de problemas como ansiedade, baixa autoestima, perda de identidade e imagem corporal. O impacto foi maior entre as mulheres mais jovens

A comparação com “celebridades” produzidas, retocadas e filtradas em fotos estonteante, fruto do mundo de faz de conta que alguns perfis criam no Instagram, é um fator que leva muitas mulheres a começarem a sofres de ansiedade e depressão.

A ideia por trás desta decisão do Instagram é justamente acabar com este processo de comparação negativa entre pessoas comuns e as celebridades que inundam a aplicativo com fotos do mundo perfeito.

Outra alegação para o fim das curtidas no Instagram é a de participar da lita contra o bullying em sua rede, já que entre jovens, a comparação de número de curtidas em publicações tem dado origem a diversas situações deste tipo.

Como os argumentos para acabar com as curtidas no Instagram são bastante robustos, é muito provável que o teste que tem início esta semana no Canadá, acabe se transformando em uma medida definitiva, na tentativa de reverter a imagem negativa do aplicativo.

Que impacto o fim das curtidas no Instagram terá?

Bem, tirando a questão da saúde pública dos adolescentes, em termos de marketing no Instagram, os impactos serão sentidos bem rapidamente em algumas frentes, mas uma avaliação técnica mais profunda precisa de algumas respostas ainda não disponíveis.

Ficam algumas dúvidas para as quais, ao longo desta semana podermos encontrar as respostas:

  • O recurso deixará de existir completamente ou apenas as informações não serão públicas nos perfis?
  • O fim dos likes no Instagram será só para os perfis pessoais ou também afetará os perfis comerciais?
  • No painel de métricas do Instagram, nos perfis comerciais, os administradores poderão ver o número de curtidas?
  • Sem o número de likes nas publicações, o Instagram oferecerá algum outro parâmetro para mensuração do engajamento?
  • Qual será o impacto do fim das curtidas sobre o algoritmo do Instagram?

Muito embora o número de curtidas não seja uma métrica importante em termos de conversão de vendas ou geração de Leads, por exemplo, são importantes no que diz respeito à mensuração do engajamento.

Como a geração de engajamento é uma das principais estratégias de marketing no Instagram, perder este referencial será bastante traumático. Como avaliar, por exemplo, a eficiência do conteúdo publicado?

É claro que a equipe do Instagram está ciente disso e acredito que pelo menos para os perfis comerciais, algum tipo de indicador será apresentado em substituição à informação sobre o número de likes das publicações.

Likes como indicativo de engajamento

No modelo atual, mais até que a quantidade de seguidores que uma marca ou pessoa possui, o número de curtidas nas publicações é uma métrica importante, gostemos ou não.

A quantidade de curtidas é uma das formas de avaliar a taxa de engajamento das publicações e serve como parâmetro na hora de escolher um digital influencer para suas ações nas redes sociais. Sem este indicador as coisas vão ficar bem complicadas.

É claro que vão surgir ferramentas de marketing digital para tentar suprir esta necessidade de informação, mas isso, só o tempo dirá.

O problema para os Influenciadores Digitais

Outro grupo que será impactado pelo fim dos likes no Instagram são os influenciadores digitais, que terão uma dificuldade maior de apresentar suas “credenciais” às marcas interessadas em promover ações em seus perfis.

Em nosso Curso de Instagram, chamamos muita atenção a parte de métricas já há algum tempo, fornecendo inclusive uma planilha de acompanhamento mensal destes indicadores para que se possa fazer uma correta avaliação do desempenho do perfil.

Sem os likes, os influenciadores precisarão ter métricas muito mais organizadas para convencer as marcas que investir na divulgação em seus perfis é um bom investimento.

Nem adianta falar em substituir likes pelo número de seguidores, pois este indicador já há muito tempo, não é de tanta relevância assim, pois as agências sabem muito bem que o que importa mesmo é o grau de engajamento das publicações e do perfil. É isso que gera conversão.

Conclusão

Devemos lembrar que o fim dos likes no Instagram é ainda uma hipótese e que será objeto de testes que começam esta semana. Se será realmente implementado ou não, só o tempo dirá.

Como você pode ver, existe muita coisa, e dinheiro, em jogo. As consequências vão muito além de simplesmente remover a informação de curtidas nas postagens.

Não há motivo para alarde, mas é sempre bom ir se preparando para a possibilidade desta modificação vir a acontecer para não ser pego de surpresa.

E você? O que acha do fim das curtidas no Instagram? Deixe seu comentário e não se esqueça de assinar a nossa Newsletter e seguir o nosso perfil no Instagram.

Por Alberto Valle, diretor e instrutor da Academia do Marketing