Backlinks Tóxicos Prejudicam Seu Site no Google

Nos últimos tempos a preocupação com os backlinks tóxicos vem aumentando entre os profissionais de SEO, em função dos prejuízos que eles podem trazer para a reputação de um site.

Quando um site cria um link para o seu, para é um sinal que ele considera seu conteúdo valioso o suficiente para ser compartilhado com seu próprio público.

O Google e outros mecanismos de pesquisa reconhecem esse voto de confiança, o que pode aumentar a classificação do seu site. Já os links de baixa qualidade funcionam de maneira inversa.

Por esse motivo, muitos profissionais de SEO cobiçam backlinks – esses links de outros sites para o seu, como parte de suas estratégias de SEO Off Page. Só que não é uma questão de quantidade de links e sim de qualidade.

Um dos grandes mitos sobre SEO é o de que todos os links são úteis para a criação da reputação de um site e melhoria do seu posicionamento nas páginas de respostas do Google.

Alguns são o que classificamos como backlinks ruins ou até “tóxicos” para o posicionamento de um site na pesquisa do Google, e devem ser evitados.

Mas afinal, como definir o que são links bons e links tóxicos? Como identifica-los? Quais valem a pena manter e quais eliminar?

Neste artigo vamos mostrar a diferença entre estes dois links e o que você deve fazer para manter a reputação do seu site em alta, eliminando os backlinks tóxicos.

Clique aqui para conhecer detalhes do Curso de Instagram Para Negócios oferecido pela Academia do Marketing

O que são bons backlinks?

Vamos começar com uma definição de “um bom backlink”, aquele que pode ajudar a colocar o seu site em uma posição de destaque nas SERPs dos grandes buscadores.

Segundo a Central de Ajuda do Search Console do Google, um bom backlink tem como características:

  • Vem de um site confiável – Um bom backlink é o que vem de um site que possui uma Autoridade de Domínio alta, com boa reputação entre os mecanismos de busca e usuários destes sites;
  • É relevante – Às vezes, isso é chamado de vínculo editorial, relacionado ou natural. Por exemplo, um link de um artigo sobre caminhadas para uma página de produto para botas de caminhada é relevante e editorial;
  • Tem potencial de tráfego – É outro tipo de link que consideramos valioso para o seu site, pois ele pode enviar tráfego para o seu site, mesmo não dependendo da sua posição nas páginas de respostas dos grandes buscadores;
  • Não é artificial – Por fim, uma das características de um bom backlink é que ele é obtido devido à qualidade do conteúdo do seu site e não a algum outro esquema de vinculação.

A melhor maneira de fazer com que outros sites criem links relevantes e de alta qualidade para você é criar conteúdo exclusivo e relevante que possa naturalmente ganhar popularidade no universo online.

Criar um bom conteúdo compensa: os links geralmente são votos editoriais dados por opção e, quanto mais conteúdo você tiver, maiores serão as chances de alguém achar esse conteúdo valioso para seus leitores e vincular-se a ele.

Backlinks Tóxicos

O que são backlinks tóxicos?

Os backlinks tóxicos são exatamente o oposto backlinks bons. Além de não contribuírem em nada para a melhoria do posicionamento das suas páginas no Google, podem até prejudicar.

Os backlinks tóxicos são como ervas daninhas que se grudam a uma árvore. Não contribuem em nada para o seu crescimento, e muito pelo contrário, sugam a seiva da árvore até terminarem por matá-la. São parasitas que prejudicam o seu site.

Ao contrário do que vimos no exemplo anterior, os backlinks tóxicos apresentam as seguintes características:

  • Vem de um site não confiável – O site pode ter sido construído exclusivamente para geração de links externos. Geralmente são sites com conteúdo cheio de links em todas as páginas, incluindo comentários;
  • Não é relevante – Imagine um artigo sobre investimento que direciona para uma página de produto para botas de caminhada. O link faz pouco sentido no contexto do campo semântico do site de destino, e por isso é considerado um backlink tóxico;
  • Tem pouco potencial de tráfego – Como geralmente os backlinks tóxicos são criados em sites gerenciados por robôs, é de se esperar que pouquíssimos acessos reais , feitos por pessoas, venham destes links;
  • É artificial – O link foi criado apenas para aumentar a classificação do mecanismo de pesquisa de um site. O link pode ser pago, em uma rede de blogs privados, ou recíproco, como exemplos.

Um ou dois desses backlinks tóxicos provavelmente serão inofensivos para a reputação do seu site. Porém, vários, juntos, podem prejudicar o perfil de backlink do seu site.

O perfil de backlinks de um site praticamente reflete a sua relevância, e por isso, precisa ser construído sobre bons backlinks e não por backlinks tóxicos.

Google e a análise de backlinks

Em abril de 2012, o Google lançou a atualização do Penguin. Esta atualização foi projetada para rebaixar sites que aumentaram artificialmente suas classificações comprando links ou obtendo seus backlinks por meio de redes projetadas especificamente para enganar o algoritmo do Google.

Desde então, foram feitas atualizações regulares no Penguin que de uma forma ou de outra, criaram um processo contínuo de verificação de sites que estão abusando do processo de criação de backlinks.

Essas atualizações também recompensam sites que se livraram dos backlinks tóxicos e se concentraram na criação de links de qualidade.

Identificando backlinks tóxicos

Agora que você já sabe o que são backlinks tóxicos, já sabe como evitar estes links no processo de link building do seu site. Mas e quando estes links aparecem sem que você tenha buscado? O que fazer?

A maioria das ferramentas de SEO profissionais, como SEMRush, Ubersuggest e outras que apresentamos em nosso treinamento. possuem recursos para a identificação de links tóxicos. Por isso, quando você for fazer uma auditoria de SEO, a verificação dos links tóxicos é uma etapa fundamental.

O que é backlink tóxico

Se você não tem acesso a estas ferramentas, a alternativa é mais trabalhosa, mas também funciona. Vá ao Google Search Console ou Google Analytics, identifique quais são os domínios que apontam para o seu site e faça uma análise destes domínios.

Como Excluir Backlinks Tóxicos

Existem duas maneira diferente para você solicitar ao Google que desconsidere este links que estão prejudicando o seu rankeamento.

O primeiro deles, é entrar em contato com o editor do site que está linkando para você, e que você classificou como um link tóxico, e solicitar que o link seja removido, ou então que seja aplicada a tag Nofollow ao link.

O problema com este método é que muitas das vezes, o site que está gerando backlinks tóxicos para o seu domínio, é um robô, e obviamente não vai ler o seu e-mail de solicitação de remoção do link.

A segunda opção é remover estes links através da ferramenta Disallow do próprio Google Search Console, indicando os links ruins que você deseja que sejam ignorados pelo algoritmo do Google na hora de calcular a relevância do seu site.

Clique aqui para conhecer detalhes do Curso Google Meu Negócio oferecido pela Academia do Marketing

O processo de desconsideração destes links não é rápido, por isso monitore o seu Search Console para ver quando a lista de rejeição foi aceita, e a partir dessa data, preste atenção aos resultados.

Agora que você já sabe o que são backlinks tóxicos, faça um backlink audit em seu site, blog ou loja virtual, e veja qual a qualidade dos links que apontam para você. Mantenha-se em dia com este e outros assuntos relacionados a SEO assinando a nossa Newsletter.