As previsões do Facebook para o marketing digital em 2014

As previsões do Facebook para o marketing digital em 2014

As previsões do Facebook para o marketing digital em 2014

As mudanças de comportamento dos consumidores levaram o cenário da publicidade a alterar-se e adaptar-se no ano passado. O Facebook, a rede social com mais de um bilhão de usuários cadastrados, tem sido um grande motor dessa mudança. Mudaram hábitos, criaram-se expressões novas e praticamente tudo que acontece hoje em dia pelo mundo, passa pela redes de Mark Zuckerberg.

Como nós da Academia do Marketing esfregamos nossa bola de cristal no final do ano passado para tentar antever as tendências do marketing digital em 2014, de forma a preparar nossos cursos para atender a futuras demandas do mercado, o pessoal do Facebook também colocou sua bola de cristal para trabalhar.

Estas são as previsões do Facebook para a evolução do marketing digital em 2014, segundo o vice-presidente de marketing de produto Brian Boland. O especialista acredita que as estratégias se vão focar em fortalecer o impacto do móvel, aumentando a relevância dos anúncios para as pessoas.

O termo “social media” vai ser usado cada vez menos

À medida que os profissionais de marketing vão usando cada vez mais as plataformas digitais, como o Facebook, como veículos de interação com os consumidores a expressão social media tende a cair no lugar comum. Com a adoção massiva de plataformas sociais, chegamos finalmente ao ponto de inflexão.

O termo “social media” vai desvanecer-se lentamente, à medida que as plataformas sociais se transformam num meio que envolve as pessoas com mais impacto, em escala e atingindo os objetivos centrais dos marketers, tais como vendas em loja ou online.

O horário nobre vai ser o tempo todo

Isso mesmo, a todas as horas, todos os dias: o tempo gasto em redes digitais, em especial nos dispositivos no móvel, continua a aumentar. A verdade é que as marcas são uma parte importante e envolvente do quotidiano. Todos os dias, as pessoas passam mais tempo nos seus dispositivos móveis e envolvidas em plataformas digitais que em qualquer outro meio.

Chegar aos consumidores em larga escala já não se limita às definições históricas de “horário nobre”. No final de 2013, o tempo gasto online ultrapassou o tempo gasto a ver televisão, segundo a eMarketer. As marcas podem chegar às pessoas com conteúdo incrivelmente relevante, em qualquer site e em larga escala.

Mantenha-se informado(a) sobre o que acontece de mais importante no mundo do marketing e mídias sociais assinando o Boletim Informativo da Academia do Marketing.

Até a próxima!

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes