Os erros de marketing digital que eu jamais cometeria de novo

Os erros de marketing digital que eu jamais cometeria de novoDizer que trabalho há mais de dez anos no segmento e que nunca cometi erros de marketing digital seria em primeiro lugar uma grande mentira além de uma tremenda arrogância.

Todos nós que praticamente desbravamos o marketing digital no Brasil temos uma coleção de erros em nosso portfolio não publicado. A sabedoria é aprender com ele e não voltar a cometê-los.

Não buscar capacitação em marketing digital

Quando eu comecei na área as coisas eram bem mais difíceis do que são hoje em dia. Não havia bons cursos de marketing digital como existem hoje em dia no Brasil e a gente tinha que ficar lendo em sites e blogs no exterior como eram feitas as coisas.

Minha sorte foi ter tido a oportunidade de estudar lá fora durante algum tempo onde ai sim me dei conta da importância de uma boa formação em marketing digital. Sair por ai tateando as cegas é talvez um dos maiores erros em marketing digital que uma pessoa ou empresa podem cometer.

Falta de planejamento

Um dos piores erros de marketing digital, e também um dos mais comuns, é não criar um plano de marketing digital que vá orientar as ações nos diversos canais. É praticamente como navegar sem uma bússola ou então dirigir um carro apagado em uma estrada escura. Você simplesmente não sabe para onde está indo e se por um acaso chegar, não irá perceber isso.

Toda campanha de marketing digital deve ser precedida de um planejamento detalhado e metódico para definição de metas a serem alcançadas, métricas e KPIs a serem utilizados nas diversas ações e também cronograma e orçamento. Sem isso, não podemos nem chamar de campanha de marketing digital, mas sim de tiroteio no escuro.

Acreditar que links patrocinados são a grande solução

No início, quando minhas aptidões em marketing de busca ainda não estavam plenamente desenvolvidas, me deixei encantar pelo “canto da sereia” dos links patrocinados, em especial pelo Google AdWords. Como a ferramenta me garantia exposição imediata, mesmo que a um determinado preço, achei que ali estava a chave do negócio.

Resultado, gastei uma boa grana para dar visibilidade a um studio digital que eu tinha no início da década passada e depois descobri que, primeiro, a visibilidade não era lá o que eu achava e em segundo lugar, que eu não tinha conquistado relevância nas ferramentas de busca por apostar apenas em links patrocinados. Um erro em marketing digital que me levou para outros caminhos.

Acreditar que SEO é a única solução

Decepcionado com links patrocinados, fui chorar minhas pitangas com SEO – Search Engine Optimization, que me acolheu em seus braços de forma maternal. Fiquei encantado com as possibilidades oferecidas pela otimização de sites para ferramentas de busca na época e me dediquei exclusivamente a esse segmento e estudei muito (e ainda estudo) para poder dominar todas as técnicas.

Funcionou bem durante um tempo, mas logo percebi que a curva de crescimento dos acessos através dessa técnica tinha estagnado e estava faltando alguma coisa. Na verdade eu estava descobrindo um dos erros de marketing digital mais comuns, a concentração em um único canal. Foi quando percebi que na verdade deveria combinar links patrocinados e SEO para ter os resultados que pretendia.

Pensar que o que vende é o anúncio e não a Landing Page

Durante algum tempo eu acreditei que fazendo anúncios bem estruturados os conquistando as palavras-chave mais importantes eu conseguiria as melhores taxas de conversão em minhas campanhas. Foi quando em um curso com o próprio Tim Ash, compreendi a real importância de uma Landig Page bem estruturada, um erro de marketing digital que certamente deve ter me custado muitas conversões.

O anúncio é apenas o elo de ligação entre o cliente e a conversão. O verdadeiro trabalho de vendas e feito pela Landing Page, o miolo do funil de conversão em qualquer estratégia de marketing digital bem elaborada. Percebi que para fazer a divulgação de uma empresa na Internet é necessário abordar o problema como um todo e não em partes.

SPAM em e-mail marketing

Nos primórdio do marketing digital, a prática de SPAM era largamente disseminada no Brasil. Quem está neste mercado há algum tempo e nunca fez um SPAM que atire a primeira arroba. Naquela época era relativamente fácil enviar milhões (milhões mesmo!) de e-mails em um único dia e não dava problema algum para quem enviava. O problema que eu não havia identificado na época era o desgaste da imagem da marca.

Reconheço que era um e-mail marketing (?) burro, pois não tinha nenhum tipo de segmentação ou acompanhamento. A chave do negócio era a quantidade e não a qualidade. Com o tempo, e as pressões do mercado, entendi que esse era outro erro de marketing digital que deveria ser eliminado.

Achar que Google Analytics era apenas gráfico

Como já estava no caminho do aprimoramento da minha carreira em marketing digital, comecei naquela época a brincar com o Google Analytics. Digo brincar, porque para mim, no início, eram apenas gráficos que mostravam acesos e eu não o via como uma ferramenta para entender o comportamento do público que acessava o meu site. Outro dos grandes erros de marketing digital que eu jamais voltaria a cometer.

Hoje em dia não brinco mais com o Google Analytics, tomo café da manhã com ele (é a primeira página que abro no dia) e deixo ele me contar detalhes sobre o comportamento das pessoas que acessam os sites que administro hoje em dia. Dessa forma posso direcionar melhor meus esforços e conseguir resultados melhores.

Pensar que redes sociais era ter muitos seguidores ou fãs

Esse foi um erro de marketing digital que pelo menos eu não cometi sozinho. Que não me venham os “Gurus de Mídias Sociais” dizer que sempre souberam disso, pois na verdade quase todo mundo que atua neste mercado hoje também caiu nessa armadilha no início. Ter um grande número de seguidores no Twitter ou pencas de fãs no Facebook parecia o segredo para o sucesso em mídias sociais. Ledo engano.

Hoje em dia sei que na verdade o que importa é o engajamento e retorno que posso obter nestes canais. Me concentro no planejamento de campanhas em mídias sociais e na qualidade da minha base de seguidores, fãs ou conexões. Deixei a guerra por números absolutos para os desinformados e fiquei com o ROI e exposição positiva da marca, que é o que realmente interessa no final.

Hoje paro e olho para trás para conferir o que já fiz de errado. As vezes dá uma certa raiva por não ter enxergado esses erros de marketing digital, que para mim hoje em dia, parecem tão claros. Mas… errar faz parte do processo de aprendizado. Só não dá para repetir o erro.

Com informações do site de Alberto Valle

1.00 avg. rating (52% score) - 1 vote