Como o Google classifica os sites

Saber exatamente como o Google classifica os sites é o primeiro passo para quem deseja entender o processo de otimização de sites para ferramentas de busca – SEO.

Quando você entende os critérios de classificação dos sites no Google, você pode adaptar o seu site e o seu conteúdo, de forma a conseguir que ele seja listado nas primeiras posições das páginas de respostas.

A classificação dos sites nas páginas de respostas do Google é feita baseada em um algoritmo que leva em consideração, literalmente centenas de fatores que vão desde a estrutura do site, até a menção das páginas deste site em redes sociais.

Desses fatores, o mais conhecido é o PageRank, formatação inicial do algoritmo do Google que leva em consideração a quantidade de links de qualidade que apontam para um site. Nos dias de hoje, além do PageRank, o Google leva em consideração diversos outros fatores além dos links.

Por que é importante saber como o Google classifica os sites

Para qualquer profissional que trabalha com desenvolvimento de conteúdo online, saber como o Google classifica os sites é fundamental para que se possa conseguir uma posição de destaque nas páginas de respostas do buscador.

Conhecendo a metodologia adotada pelo Google para o posicionamento dos sites nas páginas de respostas, você pode adaptar a estrutura de um site e do conteúdo que ele apresenta, de forma a melhor se encaixar com estes critérios de classificação.

Resultados pagos e resultados orgânicos

Saiba como o Google classifica os sitesOutro ponto importante para se compreender colo o Google classifica os sites e saber identificar as áreas de resultados pagos e dos resultados naturais das páginas de respostas, ou SERP – Search Engine Response Pages, como são conhecidas tecnicamente.

Na área superior de uma página de respostas do Google estão localizados os Links Patrocinados, ou seja, empresas que através do programa Google AdWords, pagam para que suas páginas sejam listadas nesta área, toda vez que um usuário digitar uma determinada palavra-chave. Estes resultados também são visíveis na lateral da página, e em alguns casos, no rodapé.

Logo abaixo da área de links patrocinados, temos a área de resultados naturais da busca, conhecidos tecnicamente como Resultados Orgânicos. Estes são resultados naturais do processo de avaliação do algoritmo do Google. Para ter um link exibido nesta área, não se paga nada. A exibição nesta área depende da relevância das páginas.

Qual o critério do Google para determinar a relevância de um site ou página

Como dito anteriormente, na hora de classificar os sites na área de busca orgânica, o Google leva em consideração uma série de fatores. No estudo de SEO – Search Engine Optimization, especialidade do marketing digital que trabalha com estes fatores, concentramos nossos esforços em três princípios:

  • Reputação – É o conceito técnico que o site tem junto ao Google e envolve questões como estrutura do site, desempenho, segurança e tecnologias aplicadas;
  • Autoridade – É a relevância que o site possui dentro de um determinado campo semântico e outros critérios de qualidade estabelecidos pelo buscador;
  • Popularidade – É a medida que expressa o conceito que um site tem junto aos outros sites na Internet, medido pela quantidade de links de qualidade que apontam para ele.

Para entender como o Google classifica os sites é preciso alinhar estes três princípios no sentido de fortalecer o site e dessa forma conquistar as posições de destaques nas páginas de respostas.

Quando desenvolvemos o trabalho de SEO em um site, precisamos tratar de forma equânime estas três dimensões, pois elas atuam de forma coordenada, exercendo influência uma sobre as outras. Se tratarmos apenas de uma ou outras dimensão, não conseguiremos o equilíbrio necessário para conquistarmos as melhores posições nas buscas.

Esse é um ponto que destacamos bastante, tanto em nosso curso de SEO avançado quanto em nosso curso de SEO para jornalistas, pois compreender estes conceitos é fundamental para quem trabalha em otimização de sites.

Qual o impacto destes critérios na área da comunicação

Saber como o Google classifica os sites é fundamental para qualquer profissional de comunicação nos dias de hoje. No caso específico do nosso site, quando falamos em SEO no jornalismo, estamos falando na aplicação de técnicas que potencializam a exposição do conteúdo jornalístico nas páginas de respostas do Google.

Técnicas como Webwriting, além de adaptarem o conteúdo para a mídia digital, buscam também hoje em dia, se enquadrar nas diretrizes para um bom posicionamento nas buscas feitas na Internet.

O marketing de busca é sem sombra de dúvida o canal de maior atração de tráfego para um site, e por isso, redatores, jornalistas e assessores de imprensa precisam estar em sintonia com os critérios de classificação de sites do Google, para que possam desenvolver seu trabalho buscando qualidade no conteúdo apresentado e ao mesmo tempo, “encontrabilidade”.

Por Alberto Valle, no site SEO Para Jornalistas

Como o Google classifica os sites
5 (100%) 6 votos